Caminhando na Beleza

Caminhando na Beleza
Por Xaba [a] ddbr [ponto] org, 2017.07.20

Certa vez ouvi alguém dizer que um orçamento bem feito poderia ser considerado uma obra de arte. Não duvido. Beleza é algo muito subjetivo, podendo ter contrastes muitos significativos da mesma faceta para pessoas diferentes, ao passo que, podemos dizer que em relação à beleza “para cada cabeça há uma sentença”. O que é belo para mim talvez não seja belo para ti, apesar do mundo, ou sendo mais específico, dos meios de comunicação de massa manifestarem certos padrões de beleza vigentes que acabam influenciando de forma bastante agressiva a maioria das pessoas ao nosso redor.

Muitas pessoas costumam associar a beleza à uma manifestação artística. Arte, na minha visão, poderia ser resumida à expressão, ou mesmo, à forma como eu expresso-me no mundo. Há quem diga que a arte é fruto da inspiração, de uma força interna, que extravasa e transborda de diversas formas de arte conhecidas. Dependendo da forma como eu expresso-me e dependendo da pessoa que observa minha expressão, isso também pode ser reconhecido como uma manifestação de beleza, ou seja, “o observador interfere no sistema”.

Há tempos atrás, quando eu ainda era uma criança, estava sendo transmitida uma cena de uma peça de Tchaikovsky na televisão. Lembro-me de ter apontado para a televisão, arregalado os olhos e aos saltos dizer para um colega “olha como isso é bonito” e não obter uma resposta muito receptiva. O sentimento que remete-te àquele momento é de pura alegria e entusiasmo. Assim, percebo que o que é belo para mim remete-me a este lugar de grande alegria e entusiasmo. Da mesma forma, ainda hoje, beleza é algo que fascina-me e faz-me sentir que a vida é bela e que podemos torná-la ainda mais bela, melhorando-a ainda mais, apesar de que muitos melhoramentos possam também serem considerados aspectos muitos subjetivos.

Hoje em dia, na minha busca pela transcendência e pela realização de um propósito maior, eu busco aplicar a arte à tudo que faço. Desde a forma como eu alimento-me, à forma como eu busco comunicar-me e aos mínimos detalhes, até onde eu possa ter foco e atenção, eu busco preencher os espaços com pura beleza. Quando não atinjo os requisitos mínimos do meu padrão mínimo e pessoal de exigência, busco reconhecer e aceitar possíveis limitações presentes e seguir adiante. Quanto mais eu percebo e manifesto beleza, mais arte está presente em minha vida e mais bela se torna a maior de todas as obras de arte deste mundo para mim, ou seja, a minha própria história. Neste sentido, lanço-te a pergunta: qual é a maior e a mais bela obra de arte de mundo para ti?

Acredito que nossos destinos estão em nossas mãos, cada pessoa é capaz de realizar qualquer coisa e responsável pela sua própria história. Não podemos criar histórias alheias, mas sim, participar, inspirar e influenciar outras histórias. Na minha história, caminho entre um varal de toalhas esvoaçantes ao sol abanando a minha própria toalha com alegria e entusiasmo, na esperança de que alguma outra toalha possa encontrar outros pontos de referência. Desta forma, acredito que manifestando a minha arte através de belezas que inspiram e que sensibilizam possamos encontrar melhores condições para desencadear mudanças significativas nas vidas das pessoas, incluindo-me é claro, e regenerar o planeta, rumo a um mundo de paz, amor e harmonia.

Certa vez eu estava conversando com um amigo sobre grandes projetos em grandes lugares. Ele, um homem já maduro e sábio, disse-me que “qualquer lugar é um grande lugar, basta que tu tenhas um grande projeto”. Com isso, hoje percebo que antes de mudar o mundo é importante criar o nosso próprio mundo. Ao criar um grande projeto, uma grande história e uma grande obra de arte, isso será belo e notável, ressonando por todos as direções e magnetizando todas as pessoas que estejam alinhadas e sintonizadas com as intenções e o propósito do projeto. Assim, a melhor forma de ampliar a nossa zona de influência é manifestando a arte e beleza que brota de nossos corações onde for que estivermos. Comece por ti mesmo, embeleze-se e ame-se, com paz e harmonia, pois inevitavelmente toda a tua arte e teu amor ressonará por todo o Universo e o que tiver que acontecer, acontecerá.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s